top of page

Ode


Terceira peça na sequência do ciclo CANÇÕES DE ELÍSIO, Ode estabelece uma forte contraposição musical às duas canções anteriores, que trazem fraseados melódicos intensificando o caráter dramático, sentido e lastimoso, dos textos. Para os versos de conteúdo erótico de Ode, a música é predominantemente rítmica, e o canto mistura obsessivamente entoação e fala.


Fazendo parte da trilha musical da encenação teatral Ópera-Samba José Bonifácio (tema da cena erótica representada pelo ator Alexandre Borges e a atriz Brunna Lacerda), cuja concepção visava a mesclar elementos da cultura musical erudita com a popular, a partitura foi escrita em seus componentes básicos (o canto entoado, o motivo obsessivo do piano), e o arranjo resultou de indicações para inserir motivos percussivos irregulares, com eventual acréscimo de fragmentos melódicos com saltos intervalares abruptos, repetições e efeitos de técnicas instrumentais estendidas. Com a adição de vários timbres de percussão e de uma flauta, Theo Cancello desenvolveu uma pertinente elaboração e recriação dessas ideias.



Ode_
.pdf
Download PDF • 50KB








Comments


bottom of page